Fga. Haydée B. L. Zamperlini | Fonoaudióloga

Amamentação – Atuação Fonoaudiológica

Confira as dicas da fonoaudióloga Haydée Zamperlini

Publicado em 29/04/2016

Fga. Haydée B. L. Zamperlini

Fga. Haydée B. L. Zamperlini - Fonoaudióloga

Colunista
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Amamentação – Atuação Fonoaudiológica

“O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção e nutrição para criança, e constitui a mais sensível e econômica e eficaz intervenção para redução de mortalidade infantil.” ( Ministério da Saúde, Secretaria da Saúde, Departamento de atenção básica - Brasília - Editorado-2009)


Como a Fonoaudiologia pode ajudar na amamentação?


Muitas pessoas acham que o Fonoaudiólogo somente é indicado quando a criança já tem idade para falar, o que não é verdade! A Fonoaudiologia deve ser inserida desde os primeiros dias do bebê (ainda na maternidade) estimulando o aleitamento materno, para que muitos problemas possam ser evitados ou minimizados na comunicação.


O aleitamento materno promove a saúde fonoaudiológica do recém-nascido nos seus diversos aspectos: motricidade orofacial, linguagem, fala e audição. As orientações envolvem desde as funções, como respiração, sucção e deglutição até aspectos auditivos.


Importante lembrar dos testes da “orelhinha” e “linguinha” que ajudarão, se necessário, as devidas orientações e acompanhamentos.


Os primeiros dias de vida do bebê correspondem a um momento importante para amamentação, porque o recém–nascido pode apresentar desordens no padrão de sucção (disfunção oral), refletindo no desenvolvimento motor-oral e prejudicando, assim, o desempenho da lactação. Estas disfunções podem ser identificadas precocemente mediante avaliação oral do recém-nascido e observando minunciosamente as mamadas, o que evita traumas e o desmame precoce e favorece o ganho de peso.  (Carvalho CM et al. Consultoria em aleitamento. REV HCPA, 2007)


Por que amamentar?


-Estimula o crescimento harmonioso da face;


-Amadurece, desenvolve e previne distúrbios de lábios, língua, mandíbula e bochechas;


-Favorece respiração nasal;


-Estabelece ritmo respiração/sucção/deglutição;


-Propicia vínculo (mãe/bebê).


A Fonoaudiologia tem um papel fundamental na equipe multidisciplinar de incentivo ao aleitamento na maternidade. O Fonoaudiólogo deve atender, escutar e transmitir às mães informações e orientações relacionadas tanto ao aleitamento quanto as suas implicações para o desenvolvimento das estruturas orofaciais e da linguagem e fala da criança.

 

Consulte um fonoaudiólogo para auxiliar em qualquer fase da amamentação ( Lei 696581- Conselho Federal de Fonoaudiologia)

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Sobre o colunista

Fga. Haydée B. L. Zamperlini

CRFa. 2 - 3468
 

Especialista em Audiologia pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia

Especialista em Motricidade Orofacial  pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia
Mestre em Distúrbios da Comunicação- Pontifícia Universidade  Católica de São Paulo  -  PUC-SP

Fonoaudióloga Clínica

Assessoria  Escolar

Palestrante do Curso de Gestantes Somos Mães de Primeira Viagem

Mãe do Flavio, do Augusto, da Marina e da Isabella