Grávidas | NOTÍCIA

Como preparar seu filho para a chegada do irmão?

A rotina da família mudará e seu filho precisa estar preparado

Publicado em 02/08/2019

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Como preparar seu filho para a chegada do irmão?

A chegada de um filho muda completamente a vida do casal. Isso sem falar na casa que ganha novos móveis, a cozinha outros utensílios, a sala fica parecendo um berçário.

 

Se tantas mudanças ocorrem na vida dos pais, que são adultos, e os desestabilizam, imagine o que acontece na cabecinha de uma criança quando vai ganhar um irmão. Antes centro das atenções, agora terá que dividir tempo e atenção com o irmão que acabou de nascer ou foi adotado. 

 

Para ajudar a compreender melhor a transformação da família, a psicóloga Adriana Cabana, do Grupo Prontobaby, esclarece as principais dúvidas sobre o assunto. Confira:

 

O que muda com a chegada de uma nova criança em casa?

Tudo muda. A rotina da família, a atenção dos pais que agora será compartilhada, a expectativa com a chegada de uma nova criança, por exemplo. A família cresceu e, com isso, a rotina diária terá que se readaptar com a entrada de mais um integrante.

 

Como avisar a irmã que chegou um irmão novo?

Esta notícia deve antecipar a chegada da nova criança em casa. Seja na barriga da mãe ou em um processo de adoção, o diálogo sobre a chegada de um novo bebê ou criança deve sempre ocorrer. O importante é estabelecer essa conversa antes e não chegar sem avisar. Até em casos em que já se sabe que o bebê porta alguma síndrome genética ou que não virá recém-nascido, como em alguns casos de adoção, tudo deve ser antecipado.

 

Quais são os cuidados que os pais devem ter com a chegada da criança?

A dica é agir com naturalidade. O que não podemos esquecer é que há outros filhos em casa, envolvidos nesse processo. Portanto, sempre lembre que a atenção deve ser obrigatoriamente compartilhada entre todos.

 

Como fazer para que não haja ciúmes na relação dos dois?

Não se deve tentar impedir o ciúme, pois esse é um sentimento que faz parte do processo da chegada de irmãos. O que os pais devem compreender é que esse sentimento vai passar e o papel deles é procurar sempre estabelecer laços dos outros irmãos com o que está chegando, já que a atenção será dividida para todos. Em casos em que a criança não aceita a chegada de um novo irmão e reage com agressividade e retraimento, a dica é procurar um especialista para que ela e a família consigam lidar melhor com os sentimentos e a situação. 

 
A regra de ouro na vida é sempre a paciência, especialmente quando lidamos com crianças, pois elas não tem maturidade emocional suficiente para lidar com tantas mudanças. E vamos falar aqui entre nós... nem sempre nós adultos temos também, não é?
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus